Protetores de Sofá fazem um trabalho inspirador e precisam do apoio de todos!

Reportagem de Ana Caroline Diniz Pessi:

O trabalho de uma ONG é muito importante e inspirador. São grupos de pessoas que se dedicam a proteger, resgatar e acolher bichinhos em alguma situação de risco. Além disso, eles possuem políticas para que os novos tutores possam levar esses pets para casa.

O abandono, a negligência e a crueldade praticada por muitas pessoas ainda provocam choque em quem luta pelos direitos e a proteção dos animais, a ONG Protetores de Sofá surgiu no início de março no ano de 2020, quando Taís percebeu a importância de cuidar desses bichinhos e ser a porta voz deles.

Devido a esse trabalho importante que a ONG vem fazendo na cidade de Três Pontas, MG, Taís a presidente, e Giovana também da diretoria, nos concedeu uma entrevista.

Tais Diniz Salgado, de 29 anos, bióloga e empreendedora é a presidente da ong, e nos conta sobre o comércio dos animais:

“Criações de fundo de quintal são um grande problema aqui na nossa cidade, geralmente os filhotes são muito baratos, as pessoas compram e muitas vezes não tem condições de criar. Infelizmente as pessoas ainda preferem comprar do que adotar e sempre com interesses maiores em filhotes de raça. Quando aparece cachorro de raça e postamos que está para adoção, aparecem muitas pessoas interessadas, já os vira-latas têm menos procura, e muitas vezes não conseguimos lares para eles, fazendo com que eles voltem para as ruas.”

Ainda sobre o abandono, Tais conta que as principais causas estão relacionadas à mudança de casas, crises econômicas, perda de interesse pelo animal, comportamento problemático, férias e falta de tempo. A ong segue pedindo a conscientização da população, pois os animais também são seres vivos e também sentem fome, frio e medo igual a todos nós.

E com uma ação pra lá de necessária, a presidente fala sobre seus planos futuros para a ong:

“Nós estamos planejando fazer palestras nas escolas para tentar mudar esse cenário aqui na cidade, afinal acreditamos que conscientizando as crianças hoje no futuro vamos colher muitos frutos em relação a causa animal. Também estamos com projetos para uma casa de passagem, sendo um lar para que os animais possam fazer tratamentos e ter o nosso acompanhamento sem precisarmos pedir lares temporários que é a parte mais complicada.”

Quais são as ações realizadas pela ONG?

Resgate

_ Infelizmente, é muito comum encontrar animais em situação precária. Casos de abandono, maus tratos e até acidentes sem socorro imediato são algumas das ocorrências diárias que uma ONG atende. O resgate sempre é feito visando o conforto e a retirada do bichinho do lugar.

Cuidados médicos

_ Após o resgate, o bichinho é levado para uma avaliação médica. Como explicado, muitos deles estão feridos e precisam ser imediatamente checados por um veterinário. A ong cuida para isso ser feito de forma rápida.

Giovanna Lollobrigida Faria de Souza, de 21 anos, assistente administrativo e tesoureira da ONG, fala sobre os termos para que se possa realizar a adoção:

“Fazemos uma entrevista para sabermos se a pessoa tem condições de cuidar do animal, garantindo seu bem estar, fornecendo comida e água, tratamento veterinário quando necessário, visitamos a residência e temos o termo de adoção onde a pessoa se responsabiliza pelo animal adotado.”

A ONG não recebe verba governamental, se mantendo com doações feitas pela população, vendas de adesivos e camisetas, além do brechó que vem fazendo sucesso na cidade, com o objetivo de que toda a verba arrecadada seja destinada aos animais. O brechó acontece aos sábados na antiga Buxarella das 09h00 às 13h00.

Caso você tenha algo que já não usa mais, como utensílios de casa, acessórios, roupas, doe para a Ong Protetores de Sofá, você pode fazer a diferença, suas ações contam, é só entrar em contato com a ong pelo Instagram @protetores.de.sofa.tp ou pela página no Facebook: “ONG Protetores de Sofá TP”.

Muitas são as formas de conscientização contra o abandono e maus-tratos. Doe um pouco do seu tempo, utilize as redes sociais, ajude as ongs, entidades ou pessoas que estão envolvidas no resgate dos animais. Esteja ciente que qualquer ato de maus-tratos e abandono deve ser denunciado.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ana Caroline Diniz Pessi

Estudante de Jornalismo

carooldiniz3@hotmail.com

@caroldiniz3

OFERECIMENTO

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *